Marketing Digital Oculos Apps Aplicativos Redes Sociais

3 Dicas práticas de marketing visual para aplicar na sua ótica

20/06/2018

“Uma imagem vale mais que mil palavras”. Você conhece está expressão? Ela vale para um dos conceitos básicos do mundo dos negócios: o Marketing Visual. “Acredite em metade que você ouve e quase tudo que você vê”. Isso significa que a primeira impressão que guardamos sobre algo ou alguém é visual.

Nós que estamos no negócio da visão, temos a responsabilidade de ter uma apresentação visual profissional correta para nossos clientes. Porém, frequentemente nos esquecemos deste fato, e nos concentramos em outras atividades, como contratar uma boa equipe de vendas, investir em propaganda, etc. Estes itens também são imprescindíveis para se poder montar um bom negócio, mas é preciso levar em consideração que parte da venda é realizada com um bom “Marketing”.

O Marketing Visual, é uma das maneiras mais simples e baratas de transmitir uma boa mensagem sobre sua loja, comunicando-se com o foco principal do seu negócio: o consumidor . É por isso que trataremos neste conteúdo um pouco sobre marketing visual e como ele pode ser o diferencial da sua loja. Saber como ele funciona e colocá-lo em prática, vai lhe possibilitar que você ofereça a melhor experiência de consumo que seus clientes já tiveram, gerando mais vendas, e trazendo novas perspectivas sobre o sucesso da sua ótica.

Preparado para adotar o melhor merchandising para sua ótica?

O que é Marketing Visual

O marketing visual ou visual merchandising trabalha com um preceito básico e crítico do comércio: como o produto é apresentado ao consumidor. Quando esta apresentação é feita apropriadamente, a ótica poderá ter um desempenho superior ao da concorrência, e obter mais eficiência em vendas. No caso, todo sucesso é baseado em quatro fundamentos básicos:

1. Conhecer o consumidor: mire na diversidade de produtos para saciar suas necessidades e seus desejos. Para continuar competitivo em um mercado em constante mutação, todos os esforços devem ser direcionados aos clientes.
2. Crie parcerias com seus fornecedores: ofereça marcas de fácil apelo junto ao consumidor, utilizando materiais de ponto de vendas. Neste caso, produtos deve ser fácil de ser visto, estimulando o cliente a comprar o que foi apresentado.
3. Apresente com impacto e apelo aos olhos: o produto deve estar a mostra em um ambiente limpo, organizado e fácil de ser identificado. Isto ajuda a simplificar o processo de compra enquanto reforça o reconhecimento da grife.
4. Destaque o produto em suas vitrines: use materiais de ponto de venda como: banners, cartazes, expositores e suportes. Assim uma ponte entre o consumidor e o produto é estabelecida. Criar uma ligação entre o conceito transmitido pela marca ou grife e o produto, por meio de materiais entregues pelo seu fornecedor, traz emoção à venda e capta a atenção do consumidor, uma vez que esses materiais são desenvolvidos com esse objetivo. Então, utilize-os com esse propósito.

Como fazer a arrumação correta da sua Ótica

Não basta apenas colocar os produtos sobre uma bancada, vitrine ou prateleiras. Sua disposição faz a diferença na hora de captar atenção do cliente, com passos fáceis de serem seguidos.

No caso dos óculos, primeiro arrume-os por coleção, separando por grifes e marcas. Em segundo, organize-os por preços dos valores altos para os mais baixos. Isso irá facilitar na hora de direcionar clientes com “poder de compra”diferentes.

Não se esqueça de sempre mostrar o produto de maior valor e depois, o de menor valor. Estes passos, é o principio de uma apresentação de sucesso, podem e devem ser utilizados ao arrumar os produtos em todas as partes da loja – prateleiras, mostruário e displays.

Use o Marketing Visual em toda loja:

O Marketing Visual entra em ação com vitrines interessantes, que causam impacto. Por isso, analise os seguintes fatores:

1. A mensagem ou o layout da vitrine é agradável aos olhos?
2. Destaca o produto?
3. Ela desperta interesse pelos produtos?

Criar impacto é uma das melhores maneiras de chamar a atenção. Para isso, há diversas opções. Uma delas é a mudança periódica da vitrine. Confira alguns exemplos:

– se a loja está localizada em um shopping, aconselha-se à mudança da vitrine uma vezes por semana, porque o público que frequenta de segunda à quinta-feira é um perfil diferente, dos que vão de sexta à domingo;
– se a loja está localizada em centro ou calçadão, o período é também de uma semana no máximo.

Lembre-se: “Quando a mercadoria gira, o dinheiro também gira e quando a mercadoria para de girar, o dinheiro também para”. Por isso, que estas mudanças e giros de mercadorias na vitrine, prateleiras, e balcões são importantes. Eles permitem que você se integre com as mercadorias que estão na loja já algum tempo, e as que acabaram de chegar.

Conteúdo escrito por Helder de Abreu (Consultor Identidade & Marketing Visual)
Blog: www.mktvisualnaotica.blogspot.com
Facebook: Helder de Abreu
Instagram: @abreuhelder
Fanpage: @Empreconsul
Instagram: @empreconsul4555

Fonte: Opticanet

Buscar